Assessoria de imprensa: ferramenta do marketing

19 jan
2016

*Vera Lucia Rodrigues

Qual seria a melhor definição para assessoria de imprensa? Ferramenta de marketing ou fixadora de marca? Ou ambas? Na verdade, essa questão está sendo debatida em todos os cursos de marketing e de jornalismo que são antenados com a realidade social que nos cerca.

Do ponto de vista corporativo cabe entender quais benefícios a empresa poderá obter por meio de um bom trabalho de assessoria de imprensa. Sob a ótica do jornalismo fica a conclusão de que qualquer trabalho na área de comunicação que não tenha função muito bem definida, dentro ou fora do universo corporativo, não se justifica se não trouxer retorno financeiro para quem contrata. Isso significa que qualquer tostão hoje investido que não tiver a sua taxa de retorno garantida, fica de lado, sem aplicabilidade imediata.Não há como escapar disso.

Então, a bola da vez, que ganha espaço no mundo corporativo e gera resultados satisfatórios é a integração, ou seja, a junção de todas as ferramentas disponíveis, especialmente aquelas que não geram custo imediato, como assessoria de imprensa. O esforço de uma boa equipe e um pouco de criatividade podem mudar a história de uma empresa para o lucro ou prejuízo.

E a história do mundo empresarial está repleta de exemplos.

Quem não se lembra do Lee Iacocca,executivo americano que conseguiu reerguer a Chrysler Corporation nos anos 90, através de várias ações, mas especialmente da utilização da imprensa para veiculação das novidades, uma vez que ele não tinha um tostão para investir em publicidade e comprar espaço nas diversas mídias naquele momento. Foi no relacionamento com a imprensa e seus formadores de opinião que ele encontrou a saída.

Não há dúvida de que a assessoria de imprensa, ao contrário de outras ferramentas que também auxiliam o marketing e geram visibilidade para a marca, tem crescido de maneira significativa. E a razão é muito simples: todo empresário acredita que até pode economizar em alguma ação do marketing, mas nem sua empresa, nem sua marca podem ficar sem visibilidade. Então, nesse sentido, a assessoria de imprensa torna-se a cada dia mais ferramenta do marketing do que fixadora da marca.

Nesses momentos de dificuldade econômica tornam-se imprescindíveis ações que possam colocar os produtos em destaque, no sentido de gerar venda e aumentar o faturamento.E uma grande exposição da linha de produtos, seja através de lançamentos ou de novas aplicações dos mesmos produtos pode se tornar uma excelente alternativa.

E especialmente nesses momentos de crise, a grande questão que fica para o profissional do marketing é como maximizar cada tostão da companhia para a qual trabalha. Nesse sentido, a assessoria de imprensa representa também uma excelente alternativa para fixar a marca, estabelecer diferenciais com a concorrência e também auxiliar o marketing, no sentido de divulgar produtos tornando-os visíveis e também vendáveis.

Além desses benefícios, a atividade se presta também a outro objetivo fundamental: possibilitar ao planejador de mídia maximizar a verba do cliente sem, é claro, contar com o apelo direto que a propaganda traz.

Mas, na verdade, esse trabalho pode ser uma alternativa interessante quando os cortes já aconteceram em outros segmentos que possuíam verbas mais significativas, porque um bom trabalho na área de assessoria de imprensa dissemina conceitos, trabalha idéias e tanto pode servir para aumentar a visibilidade do produto diretamente, e gerar vendas, como também pode atuar de maneira indireta, apresentando conceitos e soluções para os quais o produto se presta.As vezes uma entrevista com o cliente do cliente que pode dizer como conseguiu obter bons resultados com aquele produto pode gerar demandas inesperadas, que o departamento comercial da empresa jamais imaginaria.

Então, respondendo à questão inicial proposta no artigo, a assessoria de imprensa é uma das grandes ferramentas do marketing, especialmente em tempos de crise. Muitas pessoas que não trabalham em contato direto com a área de marketing, ao verem um artigo ou reportagem publicado em qualquer veículo de comunicação pensam que se trata do fruto do acaso. Ou que talvez aquela empresa tenha mais sorte do que outras que não aparecem no noticiário. Mas, na verdade, nada mais é do que o resultado de um trabalho organizado, que pode render excelentes dividendos para a empresa, tornando-a mais conhecida para a opinião pública e para o mercado.

Na prática hoje, me atreveria a dizer que nenhuma empresa no mundo corporativo pode prescindir de um trabalho organizado nesse sentido, até porque tudo que as empresas nas economias emergentes buscavam como diferenciais como a qualidade, pronto atendimento, preço compatível já viraram obrigação, rotina de procedimento. Com a lei do consumidor quem não se responsabilizar pelos seus produtos com qualidade, preço e assistência técnica estará inevitavelmente fora do mercado.

Nesse momento talvez uma política de relacionamento com o mercado construída em bases sólidas e transparente organizada por um bom planejamento na área de assessoria de imprensa possa fazer a diferença.

 

*Vera Lucia Rodrigues é mestre em comunicação social, com ênfase em jornalismo e diretora da Vervi Assessoria, empresa que há mais de 30 anos desenvolve projetos na área de comunicação corporativa.

Thiago Martins
author

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *